alimentação saudável para criança

Alimentação saudável para a criança: 7 dicas

A alimentação saudável para a criança garante nutrientes suficientes em quantidade e qualidade, resultando em bom estado de saúde e crescimento. Apesar de os benefícios serem certos, fazer os filhos se alimentarem de forma correta não é tarefa fácil.

Em meio a tantas guloseimas gordurosas, artificiais e muito calóricas disponíveis no mercado, por vezes a vontade das crianças prevalece, e a saúde e nutrição ficam relegadas a segundo plano.

Se você não quer que isso aconteça na sua casa e deseja ajudar seu filho a comer melhor, confira a seguir dicas de alimentação saudável para crianças.

Dicas de alimentação saudável para a criança

Sempre se ouve que as crianças devem ter uma dieta equilibrada. Fica uma dúvida sobre a que isso se refere. Conheça os nutrientes que toda criança deve receber diariamente.

1. Evite Frituras

Prefira preparações assadas ou cozidas. O uso de fritadeiras que não utilizem óleo são uma opção para evitar fritura tradicional por imersão. Batata feita dessa forma fica bem crocante e costuma ter uma boa aceitação pelas crianças.

2. Ofereça frutas e evite sucos

Toda criança deve receber duas porções de frutas por dia. Suco não substitui a fruta e deve ser evitado devido ao alto teor de açúcar (mesmo o suco natural), e também pelo fato de ter a quantidade de fibras reduzida. Evite monotonia. Ofereça frutas diferentes, leve a criança ao sacolão para ajudar na escolha das frutas da semana. Peça ajuda no momento do preparo e higienização. A participação da criança costuma ser excelente na melhoria da aceitação alimentar

3. Ofereça Cálcio

À medida que a criança cresce, é muito comum uma redução drástica da aceitação de leite. Os derivados lácteos são excelentes fontes de cálcio, mas não são as únicas. Alimentos como o gergelim são ótimas fontes. O importante é garantir que a criança esteja ingerindo quantidade adequadas desse nutrientes. As necessidades variam de acordo com a faixa etária. Procure o pediatra e/ou nutricionista para verificar se a ingestão está adequada.

4. Faça refeições à mesa

A criança deve comer na mesa, preferencialmente junto com a família. Não deve haver eletrônicos ou brinquedos no momento da refeição. Estimule o hábito de comer sozinho com talher à medida que a coordenação permitir. Permita que a criança saia da mesa quando todos terminarem. Não há necessidade de sair antes para brincar.  Se ela sabe que vai sair quando todos terminarem, a criança tende a ter menos pressa para terminar a refeição.

5. Dê o exemplo

Os pais são os maiores e melhores modelos para os filhos, tanto para as coisas boas como para as ruins. Se você não come legumes, verduras, frutas e folhas. Se você come vendo televisão. Se você come muitas guloseimas, não espere ter um filho com hábitos saudáveis. A alimentação saudável para a criança depende primordialmente do exemplo dos pais.

6. Evite bebidas adocicadas

As bebidas doces como os sucos e refrigerantes danificam os dentes, especialmente se forem ingeridas com muita frequência. Incentive seu filho a beber água e tente limitar as bebidas durante as refeições. Não esqueça da escovação dos dentes após as refeições conforme orientado pelo odontopediatra. 

7. Cuidados com o sal e açúcar

Não há necessidade de adicionar sal à refeição da criança com menos de 12 meses. A quantidade máxima de sal que seu filho deve consumir após essa idade não deve ultrapassar 2 gramas por dia.

Açúcar deve ser evitado nos primeiros 2 anos de vida. Sendo um alimento pouco saudável, não deve fazer partes das refeições diárias da criança. Use com moderação e com baixa frequência.

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como pediatra em Nova Lima!

 

O que deseja encontrar?

Compartilhe