bebê

Com que idade o bebê pode sair para passear?

Esta é uma pergunta muito frequente entre os pais de bebês. Não por acaso, uma vez que o sistema imunológico da criança pequena demora para se tornar maduro e há sempre a preocupação de expor o novo membro da família a perigos desnecessários.

Neste post, falaremos um pouco sobre os cuidados que devem ser tomados antes de levar a criança para o primeiro passeio.

Existe idade certa para levar o bebê para passear?

Eis um assunto bastante controverso. Apesar de ser muito comum ser dito que em torno de 3 meses (ou após a leva das primeiras vacinas) seria um bom momento para o primeiro passeio, a verdade é que, nessa idade, o sistema imunológico do bebê ainda é muito imaturo.

Acredito que a marca dos 3 meses tenha ficado notória pelo fato de as primeiras vacinas disponíveis já terem sido administradas. Dessa forma, seu bebê já estaria protegido para as seguintes doenças: tuberculose, Hepatite B, Infecções por Pneumococcos, Haemophilos,  Poliomielite, Difteria, Tétano, coqueluche, Rotavírus, além das meningites C, no caso da rede pública, e, na rede privada meningite ACWY e B.

Parece muito, mas infelizmente são a minoria das doenças que são cobertas por vacinas. Uma infinidade de quadros virais e vários quadros bacterianos não são cobertos com a vacinação.

Dito isso, é sabido que o sistema imunológico do bebê é especialmente frágil no primeiro ano de vida. Então, na prática, quanto mais tempo eu consigo evitar passeios para locais públicos, e em especial aglomerações como festas,     supermercados, transporte coletivo (ônibus, metrô, avião), restaurantes, bares e  shoppings, melhor.

Escolha dos espaços

Mas sejamos realistas, ficar 12 meses como o bebê em casa é realmente difícil.  Passear não é o problema em si. A questão é realmente o risco de adoecer. Então quais passeios seriam menos sujeitos a problemas?

Ambientes abertos como sítios,  praças e parques são sempre uma excelente opção. Isso permite andar com o bebê livremente sem ter que manter um contato próximo com muitas pessoas. É excelente para a criança e para a família respirar ar puro e ver natureza.

Casa de familiares e amigos. A estrutura é basicamente a mesma da casa do bebê e o número de pessoas é mais restrito. Como é um círculo mais próximo, dá para verificar se há alguém doente, sendo possível evitar contato. Não havendo pessoas doentes, realmente não há uma restrição.

Se for realmente imprescindível levar o bebê a algum evento ou local público tente chegar mais cedo, enquanto ainda estiver mais vazio. Evite, na medida do possível, aglomerações. Fique no local mais arejado possível. Após deixar o local, lave o nariz do bebê com soro fisiológico. Lave as mãozinhas do bebê se tiverem encostado no ambiente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como pediatra em Nova Lima!

O que deseja encontrar?

Compartilhe