curva de crescimento

O que é curva de crescimento?

Acompanhar a curva de crescimento do bebê é importante para avaliar o correto desenvolvimento dele. Esse parâmetro deve ser monitorado, para auxiliar na detecção precoce de uma série de problemas de saúde e consequente prevenção de distúrbios.

Curva de crescimento: conceito

É um padrão internacional desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O objetivo é acompanhar tanto o crescimento quanto o estado nutricional das crianças ao redor do mundo.

O cálculo feito para a obtenção das curvas envolve a idade da criança, além de dados como peso, altura e circunferência cefálica. Ao criar um padrão utilizado no mundo inteiro, a OMS buscou gerar a possibilidade de que as crianças sejam avaliadas em qualquer país, independentemente da dieta alimentícia e da etnia que possuem.

As curvas apresentam distinção entre meninos e meninas, uma vez que os padrões de crescimento de cada gênero são diversos. Entre os anos de 1997 e 2003, a Organização Mundial de Saúde pesquisou 8.500 crianças, com idades entre 0 e 5 anos, em diferentes continentes. A intenção do estudo era criar uma média que pudesse comparar as medidas em comum entre as crianças, de modo a ser utilizado um padrão internacional.

Como acompanhar a curva de crescimento?

Os pediatras são orientados pelo Ministério da Saúde e pela Sociedade Brasileira de Pediatria a usarem as curvas estabelecidas pela OMS. O especialista deve realizar o acompanhamento do crescimento de bebês e crianças para avaliar o seu desenvolvimento.

O governo brasileiro dispõe de uma caderneta de saúde da criança, na qual é possível acompanhar os gráficos para meninos e meninas. Entretanto, embora essa informação possa ser encontrada, o acompanhamento de um profissional ainda se faz essencial, pois ele será capaz de analisar os diferentes dados, a fim de realizar os cálculos corretos.

Aplicativo “Intergrowth”

Com o objetivo de melhorar a saúde perinatal e, dessa forma, reduzir os índices de mortes neonatais, cuja ocorrência poderia ser evitada, foi desenvolvido o projeto Intergrowth.

Ele busca estender os padrões de crescimento infantil criados pela Organização Mundial de Saúde, de modo a possibilitar que seja realizada a continuação dos cuidados, que vão desde o período da concepção até os 5 anos de idade.

Sinais de alerta

Cada pessoa tem um ritmo de crescimento diferente, o qual envolve diversos fatores. É comum que os pais se preocupem quando acreditam que os filhos não estão crescendo rápido o suficiente.

Embora o acompanhamento médico seja essencial para determinar a real taxa de crescimento da criança, há fatores que podem apontar uma possível anomalia no desenvolvimento do pequeno.

Pais que percebem que as crianças não perderam roupas ou sapatos ao longo de um ano, devem consultar um médico, para que sejam realizados exames a fim de se detectar a presença de eventuais doenças prejudiciais ao desenvolvimento.

Ganho ou perda de peso fora do comum também podem ser indicativos de que algo não está bem com o bebê. É importante ter em mente que, quanto antes os problemas forem detectados, mais eficiente será o tratamento.

Informe-se com o pediatra do seu filho acerca da curva de crescimento e dos padrões de ganho, tanto de altura quanto de peso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como pediatra em Nova Lima!

O que deseja encontrar?

Compartilhe