marcos de desenvolvimento

Marcos de desenvolvimento do bebê: o que são?

Os marcos de desenvolvimento do bebê nada mais são do que características motoras, sociais e linguísticas que a criança deve adquirir ao longo do tempo. 

Ao longo do acompanhando pediátrico, devem sempre ser avaliados em todas as consultas para verificar se a criança está se desenvolvendo de forma satisfatória.

Atrasos verificados nos marcos de desenvolvimento devem servir de alerta para intervenções precoces e encaminhamento para especialidades de acordo com cada caso.

Por outro lado, uma criança que tem todos esses parâmetros dentro do esperado para a faixa etária têm um desenvolvimento adequado.

Como avaliar os marcos de desenvolvimento

Para facilitar a análise dos marcos de desenvolvimento, existe um gráfico com as características esperadas por faixa etária, que recebe o nome de escala de Denver.

Escala de Denver

O que saber sobre a Escalar Denver

O Teste de Rastreio do Desenvolvimento de Denver (DDST) é uma escala amplamente usada para avaliar crianças de 0 a 6 anos de idade em relação ao seus marcos de desenvolvimento. 

O nome Denver reflete o fato de que o teste de triagem foi criado no Centro Médico da Universidade do Colorado, em Denver, por Willian K. Frankenburg em 1967. Denver II foi a modificação realizada em 1992 para tornar o gráfico mais adequado, sobretudo para avaliação linguística.

O teste tem padronizações  específicas, e tanto sua aplicação quanto análise exigem treinamento.

Ele tem como objetivos:

  • triagem de crianças assintomáticas com possíveis problemas de desenvolvimento;
  • monitorização de crianças que tenham risco para problemas de desenvolvimento (crianças prematuras, por exemplo).

A Escala de Denver II tem, como dito anteriormente, algumas áreas a serem avaliadas:

  • pessoal-social: relacionamento com as pessoas e cuidado consigo mesmo (Atividades de Vida Diária);
  • motor-adaptativo: coordenação olho-mão, manipulação de objetos pequenos e solução de problemas;
  • linguagem: audição, compreensão e linguagem;
  • motor-grosseiro: sentar, andar e pular.

O interessante da escala é que fica bem claro as faixas de normalidade e alerta. Por exemplo, a criança tem um período de tempo para realizar determinadas tarefas. Me explicando melhor: para uma determinada tarefa uma criança pode realizar-la aos 4 meses e outra aos 6 meses, e ambas estarão adequadas dentro da avaliação do desenvolvimento. Para cada item avaliado, há uma época em meses de vida que a criança deve alcançar.

É, como o próprio nome diz, uma triagem. Uma forma de evitar que atrasos não sejam diagnosticados. Sabemos que muito casos de problema relacionados ao desenvolvimento podem ser resolvidos ou mesmo minimizados com diagnóstico e intervenção precoces. Por isso os marcos de desenvolvimento devem ser sempre avaliados nas consultas de rotina pediátricas.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como pediatra em Nova Lima!

O que deseja encontrar?

Compartilhe