Repelente em Gestantes e Crianças

O uso de repelente é uma forma eficaz de proteção contra o principal agente causador da Dengue, Zika e Chikungunya.

Gestantes devem tomar cuidado redobrado na proteção

Seguem as dicas

Como se proteger

Medidas mecânicas de proteção como mangas longas e calças compridas são parcialmente eficazes, mas devem ser utilizadas. As medidas se somam para garantir uma maior proteção.

Repelentes de parede são muito úteis, contudo, devem ficar a 2 metros de distância de berço e camas. Cuidado com ingestão acidental durante o dia, retire-os assim que a criança puder entrar em contato. Não usar em quartos montessorianos que permitem mobilidade completa da criança. 

Em relação ao uso de repelentes, seguem algumas dicas:

Não durma com o repelente, lave o corpo com água e sabão antes de dormir. Não aplique próximo a boca e olhos, assim como em feridas. Não compre associações de repelentes com filtro solar (o filtro reduz eficácia do protetor). Aplique o filtro e aguarde 20 minutos para aplicar o repelente. Loção cremosa é mais segura em crianças do que spray. É o adulto que aplica na criança e o repelente nunca deve ser aplicado nas mãos. Se suor excessivo ou calor intenso, aplicar com maior periodicidade, conforme orientações do fabricante.

Repelente para os menores de 6 meses

 

Para os menores de 6 meses não existem opções seguras. Restam, nesses casos, proteção mecânica (cortinados, telas, mosquiteiros, calça comprida e manga longa) e protetores elétricos de parede a dois metros do berço. 

Invista em mosquiteiros e, preferencialmente telas para janelas. Telas para bebê conforto e carrinho são recomendáveis.

Entre 6 meses e 2 anos, existem atualmente duas opções:  a primeira é o IR3535, com proteção média de 4 horas, idealmente em concentrações > 20%). A segunda opção é a icaridina. Apresentação a 10% confere de 3 a 5 horas de proteção e a 20% de 8 a 10 horas. Até o momento, é o repelente mais eficaz contra o Aedes Aegypti .  Atenção ao rótulo: selecione o que vem escrito na frente para maiores de 6 meses. Algumas versões são para os maiores de 2 anos. ESCOLHA SEMPRE A VERSÃO EM GEL. NÃO USAR A VERSÃO SPRAY. 

 

Repelentes para os maiores de 2 anos

 

DEET: quanto maior a concentração, maior á eficácia, contudo, em crianças, há muita controvérsia sobre qual seria a concentração máxima (entre 10-30% na literatura). No Brasil, a maioria dos repelentes têm concentração < 12%.

Icaridina: seguindo a linha do DEET, quanto maior a concentração, maior a eficácia. Apresentação a 10% confere de 3 a 5 horas de proteção e a 20% de 8 a 10 horas.  É a medicação de eleição para gestantes.

 Óleos naturais como soja a 2%, citronela e capim-limão são eficazes, porém, como evaporam rápido, têm tempo de ação muito curto.

Óleo de capim-limão em concentração de 30% é compa-
rável ao DEET a 20%, sendo o mais efetivo dos óleos naturais.

O uso de vitamina B1, a tiamina, como repelente, carece de mais estudos para sua indicação.

Por serem substâncias potencialmente tóxicas, não aplicar repelentes mais de 3 vezes durante o dia, mesmo para aqueles cuja durabilidade é curta, como 4 horas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como pediatra em Nova Lima!

O que deseja encontrar?

Compartilhe