criança

Tempo de sono: quanto a criança precisa?

Cada criança tem um ritmo e uma rotina no dia, e essa individualidade também  implica em diferentes padrões e tempo de sono. 

O tempo de sono é essencial para a integridade física e cognitiva das crianças. Aqueles que dormem menos do que o recomendado, ou sofrem de distúrbios relacionados ao sono, podem vir a apresentar alterações comportamentais, dificuldade de aprendizagem e alterações no crescimento.

Quanto tempo a criança precisa dormir?

Afinal, por quantas horas meu filho precisa dormir? Existe um parâmetro adequado?

O último consenso sobre o tema da Academia Americana de Pediatria e da National Sleep Foundation ajuda a responder essas perguntas. O tempo de sono, no caso das crianças menores, é um somatório entre as horas de sono diurnas e noturnas. Habitualmente, após os 2 anos, as sonecas diurnas vão desaparecendo e o tempo recomendado de sono passa a ser somente o noturno.

Lembre-se que esses são parâmetros para fins de comparação. Se o seu filho dorme um pouco a mais ou um pouco a menos, mas parece estar bem ( humor adequado, aprendizagem normal, crescimento adequado), é provável que o número de horas  seja o ideal para ele. 

Os atuais parâmetros são:

  • Entre 0-3 meses de vida, a média de sono é de 14 a 17 horas por dia.
  • Dos 4 aos 11 meses, a média vai para cerca de 12-15 horas.
  • Entre 1 e 2 anos é normal que os bebês duram de 11 a 14 horas por dia.
  • Dos 3 aos 5 a média cai para entre 10 e 13 horas.
  • Dos 6 aos 13, 9 a 11 horas são suficientes por dia.
  • Dos 14 aos 17 anos, entre 8-10 horas.

Se o seu filho está fora desse parâmetros, discuta com o seu pediatra. Pode ser que existam problemas a serem solucionados, melhorando a qualidade de vida de uma forma global.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como pediatra em Nova Lima!

O que deseja encontrar?

Compartilhe