pezinho4

Testes de Triagem Neonatal: tudo o que você precisa saber

Ola!! Hoje vou abordar um tema super importante: os testes de triagem neonatal

São vários os testes de triagem neonatal que o bebê realiza nos primeiros dias, e vou falar resumidamente de cada um.

Então vamos lá!

Testes de Triagem Neonatal

Teste do Olhinho

É o primeiro teste que o bebê realiza, e é feito pelo pediatra, geralmente no primeiro exame do seu filho. Teste bem simples, com um aparelho que se chama oftalmoscópio.

O ideal é fazer o teste com baixa luminosidade, para que o bebê abra os olhos espontaneamente, e que as pupilas fiquem maiores, o que facilita muito o exame. O aparelho emite um feixe de luz, e o que o pediatra enxerga através das lentes é a pupila vermelha quando o teste é positivo. É a mesma visão que temos quando tiramos uma foto e a pupila fica bem vermelha.

Não serve para saber se o bebê enxerga, mas sim para afastar doenças congênitas de fundo de olho, como por exemplo tumores, glaucoma e catarata. Caso o exame esteja alterado, o bebê será encaminhado para avaliação oftalmológica.

A maioria dos bebês encaminhados, quando examinados por especialista após dilatação com colírio, não possuem alterações. É bem rápido, podendo gerar  incômodo leve no bebê, com choro de breve duração.

 

Teste do Coraçãozinho

Outro teste simples, realizado entre 24 e 48 horas de vida. Serve para afastar as cardiopatias congênitas críticas, que são as mais graves, podendo levar a óbito fetal após alta hospitalar, caso não diagnosticadas. Coloca-se um sensor no membro superior direito da criança e outro sensor em uma dos membros inferiores.

Esses sensores são conectados a um aparelho denominado saturímetro ou oxímetro de pulso. Esse aparelho mede a oxigenação do sangue, que em termos médicos se chama saturimetria. O resultado normal consiste em medidas maiores ou iguais a 95% nesse aparelhinho, e diferença das medidas entre membros superior  e inferiores < 3%. Se o resultado for alterdo, aguarda-se 1 hora para repetição do exame.

Caso o teste acuse novamente alteração, deve-se realizar um exame denominado Ecocardiograma para verificar se há alguma alteração estrutural cardíaca. Os pés do bebê devem estar aquecidos e a criança não deve estar dormindo. É indolor e rápido.

 

Teste da Orelhinha

É o teste de triagem auditiva e detecta se o seu bebê escuta. Coloca-se um aparelho eletrônico com fone no ouvido do bebê, e através dos sinais enviados pelo aparelho e da resposta recebida pelo mesmo, é possível verificar se a audição está adequada.

O teste pode ser realizado por profissional médico ou fonoaudiólogo, e deve ser realizado no primeiro mês de vida do bebê. O bebê deve estar tranquilo, podendo o teste ser realizado inclusive com a criança dormindo. É indolor e rápido.

 

Teste do Pezinho

Deve ser realizado entre o terceiro e o sétimo dias de vida do bebê, através da coleta de sangue em papel filtro colhido a partir do calcanhar da criança. O ideal é que o pé da criança esteja aquecido para facilitar a saída do sangue. Coleta rápida, dor somente na hora da punção. Existem centenas de doenças que podem ser detectadas por esse método, sendo as mais prevalentes incluídas na triagem neonatal do posto de saúde.

Na rede privada, existem inúmeros tipos de teste do pezinho, com números diferentes de doenças cobertas. A versão básica da rede privada é coberta pela grande maioria dos convênios, e tem maior cobertura em termos de número de doenças do que o exame fornecido pelo governo. O teste demora cerca de 15 dias para ser liberado, e caso alterado, repetição e comunicação do resultado com o seu pediatra é mandatória.

 

Todos os resultados dos testes de triagem neonatal devem ser levados na primeira consulta pediátrica de puericultura. Não se esqueça também de levar o seu cartão de pré natal, e todos os papéis do bebê que foram entregues no dia da alta.

 

Espero ter esclarecido todas as dúvidas.

Um grande abraço!!!

O que deseja encontrar?

Compartilhe